Palco Cultural dá oportunidade para talentos profissionais e amadores

Espetáculo do Barbicacho Colorado embelezou a noite e emocionou admiradores tradicionalistas .

Por ASCOM PML,
em Lages/SC

📷 Marcelo Pakinha / ASCOM PML

A
29ª Festa Nacional do Pinhão nem bem começou e o público já está sendo brindado com atrações literalmente "de tirar o chapéu". Na noite deste sábado (10), os artistas do Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Barbicacho Colorado foi responsável por uma das grandes apresentações da programação do Palco Cultural através da invernada veterana, em um espaço destinado aos talentos locais e regionais. As danças atraíram a curiosidade da plateia que assistia atentamente aos passos. Peões e prendas bailando e dividindo sua performance com suas indumentárias que convidam a uma viagem pelos tempos antigos.


Já os artistas do Barbicacho Dança Show, com uma proposta um pouco diferenciada, embalaram o público. Foram acrescentados elementos técnicos de dança, abrilhantando o evento com o resultado de seus estudos sobre a cultura gaúcha e danças latinas. Consiste em um trabalho de pesquisa e estudo da arte. A chula é um dos trabalhos mais envolventes do Barbicacho Colorado. Logo em seguida foi a vez da banda de pop rock On Jack animar a plateia, bem como a atração Muvuka Dance, com apresentação de música sertaneja, grupo nascido através do projeto social Passarela, com encontros num barracão no bairro São Luiz.

O cantor lageano Glauco Denni, com 15 anos de carreira, foi o último a se apresentar, em um show acústico com violão, e diz ser um grande prazer mostrar sua vocação no Palco Cultural, "embora o que eu faço seja um pouco diferente da apresentação do Barbicacho, com danças gauchescas. Eu mostrei um repertório que comumente toco nos bares, pop rock e músicas internacionais. Porém, devido a essa diversidade cultural cabe a exposição no Palco Cultural. É um ambiente agradável e descontraído."

O que é?

O Palco Cultural é um palco de passagem, ou seja, o turista que está passando pela rua do Parque Conta Dinheiro tem sua atenção despertada enquanto está caminhando, sendo que o show é contemplado por alguns minutos ou até o fim. A ideia possibilita o elo entre o amadorismo e profissionalismo, com chance a ambos.

O coordenador do Palco Cultural e do Recanto dos CTGs, além de diretor da Escola de Artes Elionir Camargo Martins, Salésio Padilha, comenta que o projeto do Palco Cultural iniciou em 2001 e tem como objetivo colocar sob os holofotes os grupos sem muito acesso à dispositivos de cultura. "Por isso mesclamos música, dança, CTGs, grupos de escolas, orquestras, teatro, divulgando um trabalho que por vezes não aparece dentro da cidade. O Palco Cultural traz a diversidade da cultura, não somente canto, mas dança, enfim, o contexto que tem de ser mostrado de várias formas. O foco é englobar todos os segmentos", finaliza.

Agenda de domingo (11)

15h - Escola de Artes - Violões
15h30min - Jovani Cruz
16h30min - CTG Planalto Lageano
17h - Samba Raiz
18h - Escola de Artes - Ballet
19h – Parakundê