Gaby Produtora se pronuncia sobre venda de ingressos cortesias

Organizadora da Festa Nacional do Pinhão esclarece que já comunicou as autoridades competentes para combater a venda de cortesias, pois esta é considerada proibida.

Por LAGES DIÁRIO,
em Lages/SC

📷 Maurício Santos / Lages Diário

A
Gaby Produtora, empresa que organiza a Festa Nacional do Pinhão se pronunciou através de nota sobre a questão que tem sido recorrente em outras edições do evento, que são a venda de ingressos cortesias por diversos meios, em especial por redes sociais. A empresa esclarece que a venda deste tipo de ingresso é expressamente proibida e que já comunicou as autoridades competentes para combater este tipo de comércio.


A nota ainda diz que a venda de ingressos que tenham valor especificado no ticket podem ser comercializados, desde que seja pelo mesmo valor que está impresso no bilhete e seja comercializado a pelo menos 100 metros de distância da bilheteria do evento que é realizado no Parque Conta Dinheiro, na zona Norte de Lages.

Confira a nota na íntegra

“É lamentável, mas isso é um fato recorrente na Festa do Pinhão. Esses ingressos são disponibilizados para patrocinadores, parceiros e artistas que irão se apresentar nos diferentes palcos do evento.

A venda de cortesias onde não consta valor de ingresso é crime. Para combater essa fraude a Polícia Militar está avisada e estaremos utilizando agentes policiais à paisano para combater essa fraude. Os ingressos cortesias que forem oferecidos para a venda serão recolhidos e os vendedores encaminhados para as autoridades. Todos os ingressos de cortesia têm impresso no seu corpo – VENDA PROIBIDA.

Já os ingressos adquiridos nas bilheterias ou ponto de vendas, que tenham o valor impresso no ingresso – podem ser comercializados pelo valor de face. E desde que o vendedor esteja a 100 metros da bilheteria do evento.

Todos os ingressos oferecidos via redes sociais estão sendo fotografados e já foram cancelados no sistema. Os portadores serão barrados na entrada do evento.


Gaby Produtora”