Seminário Catarinense discute novas possibilidades para o ensino da Matemática

O I Seminário Catarinense de Educação Matemática é inspirado no Dia Nacional da Matemática, celebrado neste 6 de maio.

Por ASCOM PML,
em Lages/SC

📷 Marcelo Pakinha / ASCOM PML 

“O
s processos intermediários e o desenho universal no ensino da Matemática”. Com este tema o Professor Mestre em Engenharia de Produção, Rubens Ferronato, abriu na manhã deste sábado (06), o I Seminário Catarinense de Educação Matemática, no auditório do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ) da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac). O evento promovido pela prefeitura de Lages, através da Secretaria Municipal da Educação, em parceria com o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e Uniplac contou também com oficinas voltadas às estratégias didáticas no ensino e aprendizagem da matemática, bem como, trocas mútuas de experiências.


Para o reitor da Uniplac, o professor Luiz Carlos Pfleger, a matemática é o início e a base da vida escolar e acadêmica de uma pessoa. “É uma linguagem universal. Onde você estiver, em qualquer lugar do mundo, outra pessoa lhe entenderá através dos conhecimentos matemáticos”, salientou.

As oficinas do Seminário tiveram a participação de professores da área e acadêmicos de outras instituições de ensino superior. “Para a Secretaria Municipal da Educação é motivo de muito orgulho reunir em Lages profissionais da educação e estudantes. Temos aqui a participação de professores renomados. Assim, promovemos uma reflexão nos estudos e planejamentos pedagógicos nesta área do conhecimento”, comentou a secretária da Educação, Valdirene Vieira.  

De acordo com a professora e organizadora do evento, Andressa Mota de Oliveira, os objetivos do I Seminário Catarinense de Educação Matemática são de oferecer um momento de reflexão sobre a Educação Matemática bem como seus desafios e inquietudes; discutir questões culturais acerca da disciplina que vem ao encontro das práticas pedagógicas e promover a valorização e a motivação dos profissionais da área. “A inspiração deste evento é a partir do Dia Nacional da Matemática, celebrado neste sábado, que por sua vez é uma homenagem ao matemático, escritor e educador brasileiro Júlio César de Mello e Souza, mais conhecido como Malba Tahan”, acrescentou.


O I Seminário Catarinense de Educação Matemática teve também a participação e colaboração do Serviço Social da Indústria (Sesi) e do Serviço Social do Comércio (Sesc). Os participantes tiveram direito a certificação de 10 horas, mediante a confirmação de presença.