Defesa Civil de Lages aciona abrigo para alojar atingidos pela chuva

Chuva não dá trégua. A Defesa Civil mantém o alerta máximo em Lages


Da ASCOM PML,
em Lages/SC

📷 Maurício Santos / Lages Diário

A
chuva que continua caindo segue preocupando a comunidade lageana. Nas últimas 72 horas, a precipitação chegou a 128 mm. Com a chuva desta madrugada, ficaram desalojadas 34 pessoas. Destas, 16, foram encaminhadas a um abrigo organizado junto à Associação de Moradores do bairro Habitação. É justamente neste bairro, mais propriamente na Rua das Bracatingas, que a água já invadiu inúmeras casas. O problema é que o rio Carahá segue subindo em média de 3 a 5 cm por hora, e nesta segunda-feira (29),o registro é de que o leito está 4.8 metros acima do nível.


O alerta máximo é dirigido, especialmente às pessoas que residem em áreas de risco, para que estejam atentas. A preocupação é de que há previsão de muita chuva até quarta-feira (31), e o rio Carahá vai continuar subindo independente de chover mais ou não, em razão do represamento das águas. Em resumo, são 16 pessoas alojadas no abrigo da Habitação, e 34 desalojadas. No total, neste momento, são 385 pessoas afetadas pela chuva. O alerta de possibilidade eminente de enxurrada vem do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), e do entro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden). A Defesa Civil de Lages acompanha tudo muito de perto nas 24 horas do dia.


Qualquer necessidade informar à Defesa Civil: Fones: 98406 4037 – 3222 9661 e 199.