Moradores pedem linha de ônibus entre o Guarujá e shopping

Ceron doa salário para Irmandade Nossa Senhora das Graças

Entidade atende diariamente mais de 250 crianças e adolescentes de doze bairros de Lages.

Por ASCOM PML,
em Lages/SC

📷 Greik Pacheco / ASCOM PML

“N
a condição de gestor estou com as mãos amarradas. Não tenho como passar por cima da lei do Marco Regulatório. Mas enquanto pai e cidadão, posso dar minha contribuição para essa entidade que há mais de 50 anos auxilia e transforma a vida de centenas de crianças”.


A frase é do prefeito Antonio Ceron, que acaba de fazer a doação integral do seu quarto salário para a Irmandade Nossa Senhora das Graças. A entrega do cheque no valor de R$ 16.501,82 aconteceu no início da tarde desta terça-feira (02), na sede da instituição. “Eu sei que essa doação não resolve o problema, mas faço isso para motivar outras pessoas”, destaca Ceron. O prefeito foi recebido pela diretora Irmã Celestina Peron e um coral de crianças atendidas pela Irmandade.

“Nós sabemos que a culpa não é do prefeito e hoje o recebemos com o coração em festa, da mesma forma que recebemos todas as pessoas dispostas a contribuírem com a nossa causa. Porque em todos esses anos de existência, a Irmandade mantém suas atividades através de doações e ações entre amigos. Mas agora, vivemos um momento financeiro especialmente delicado, pois nossa arrecadação caiu muito e não temos mais onde cortar gastos”, explica Irmã Celestina. 

A entidade que fica no bairro Popular, foi construída em 1949, a partir dos esforços do então Bispo Dom Daniel Hostin e de um grupo de casais da cidade. As atividades iniciaram em 1955, com um regime de internato (orfanato) administrado pelas Irmãs Salvatorianas, que atendia em torno de 40 meninas. Anos mais tarde, em 1976, foi criado e incorporado a instituição, um Centro de Educação infantil que passou a entender mais 40 crianças com idade entre três a seis anos. A partir de 1990, quando entrou em vigor o Estatuto da Criança e do Adolescente, a irmandade passou a funcionar em regime de semi-internato e o número de atendimentos passou de 40 para mais de 250 crianças e adolescentes, moradoras de doze bairros da cidade.

Em tom de desabafo, Irmã Celestina, da congregação Catequista Francisca explica que “faça chuva ou sol, com dinheiro ou sem dinheiro, temos esse compromisso diário. São centenas de crianças e adolescentes que dependem da alimentação e dos cuidados diários que recebem aqui. Elas estão em condição de vulnerabilidade social e não podemos larga-las a própria sorte”.

Diariamente, em dois turnos, as crianças recebem alimentação (café da manhã, almoço e café da tarde), aulas de marcenaria, computação, artesanato, xadrez, balé, além de participar de atividades como coral, esportes, horta e jardinagem. Também recebem atendimento odontológico. Todas as aulas e atividades são executadas pelos 23 funcionários da instituição. Além da folha de pagamento, a entidade também possui despesas com água, energia elétrica, telefone, gás e manutenção da estrutura. 

“A comunidade tem sido grande parceira, mas precisamos ter uma arrecadação financeira mais estável. Por isso, estamos divulgando a contribuição através da fatura da energia elétrica, pela qual, as pessoas podem doar qualquer valor”, destaca a diretora. Para autorizar a contribuição, os doadores devem ir até a instituição e preencher uma ficha, com o nome, CPF, número da unidade consumidora e indicar o valor da contribuição.

A partir da segunda quinzena de maio, inicia a Ação Social entre Amigos, que este ano sorteará um veículo zero quilômetro modelo Prisma. O valor de cada bilhete é R$ 10,00 e são vendidos em uma barraca no Calçadão, com os festeiros ou diretamente na instituição. Outra forma de contribuição pode ser também através de depósito no Banco do Brasil agência 3078-3 conta corrente 613373-8.