Tomógrafo está parado há um mês no HTR em Lages

Paciente com metástase nos ossos e que necessita dos exames de tomografia relatou a situação nas redes sociais.

Por LAGES DIÁRIO,
em Lages/SC

📷 Hospital Tereza Ramos está com aparelho de tomografia computadorizada estragada há pelo menos um mês. (Foto: Maurício Santos / Lages Diário)

C
om um metástase, a professora Francis Karine Waldrigues, de 36 anos, luta diariamente contra a doença que entre os sintomas principais causam muita dor, no caso dela, nos ossos, e por esse problema ela necessita realizar exames de tomografia no Hospital Tereza Ramos (HTR), que é de responsabilidade do Estado de Santa Catarina.


O que está dificultando é que desde o dia 17 de março, ela tem se deparado com a porta da tomografia fechada, pois o aparelho de tomografia computadorizada está danificado. Desde então, a luta tem sido ainda mais árdua, pois sem tratamento a situação fica cada vez mais grave, e em alguns dias está resistindo as dores na base da morfina que é aplicada no Pronto Atendimento Tito Bianchini, no Centro de Lages.

De lá para cá, a professora esteve outras oportunidades no HTR, mas se deparou com a mesma situação, o aparelho de tomografia não estava funcionando para realizar as marcações necessárias para ela e outras centenas de pacientes que necessitam, para assim poderem realizar a radioterapia, importante para o tratamento contra câncer.

No dia 31 de março, a Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages emitiu uma nota de esclarecimento, informando que o aparelho estava danificado devido a uma pane. “O tomógrafo sofreu uma pane devido ao uso quase ininterrupto. Imediatamente a direção do HTR acionou uma empresa especializada, que também de imediato passou a trabalhar exclusivamente no conserto do tomógrafo”, disse a ADR, que ainda informou que o aparelho estaria pronto para o uso novamente na semana seguinte. O fato é que, chegou a segunda quinzena de abril, e o aparelho ainda não está em funcionamento.

O Lages Diário procurou a direção do Hospital Tereza Ramos para responder aos nossos questionamentos sobre quando o tomógrafo voltaria a funcionar, mas até o fechamento desta matéria não havíamos obtido respostas.

Na nota da ADR no fim do mês passado, a direção informou que o tempo de espera para o início da radioterapia é de 30 a 40 dias, e que o retorno do aparelho ocorreria ainda dentro do prazo. “A direção do HTR tranquiliza os pacientes, já que a espera para o início da radioterapia varia de 30 a 40 dias. Neste intervalo, são necessários diversos exames, dentro os quais, a tomografia. Quando o tomógrafo voltar a funcionar, até o início da próxima semana, ainda restarão de 20 a 30 dias para a realização deste exame específico com as pessoas que não puderem fazer devido ao estrago do aparelho”, disse à época a direção do hospital.

Enquanto o aparelho não retorna ao seu funcionamento normal, a professora Francis Karine e outras centenas de pacientes procuram forças com o apoio dos amigos e familiares nesta batalha, mas só isso não basta, pois a doença continua evoluindo e no caso do câncer, cada dia sem tratamento é um dia a menos de vida.

Câmara solicita novo aparelho

No início do mês, o vereador Lucas Neves (PP) solicitou na sessão do dia 3 de abril, através de requerimento 034/2017, para que a Secretaria de Estado de Saúde de Santa Catarina estude a possibilidade de adquirir um novo equipamento de tomografia para o Hospital Tereza Ramos. O documento foi aprovado e encaminhado ao secretário de Estado Vicente Caropreso.

“Essa situação pode agravar o processo de tratamento, pois muitos pacientes estão debilitados e ainda precisam percorrer longas distâncias para realizar os exames”, disse Lucas Neves na época para argumentar sobre sua solicitação.


PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia

Economia e Política

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?