“O povo vai ver uma festa mais bonita”, diz Beto Ody sobre a Festa do Pinhão

Diretor da Gaby Produtora, organizadora da Festa Nacional do Pinhão concedeu entrevista ao Lages Diário.

Por MAURÍCIO SANTOS do LAGES DIÁRIO,
em Lages/SC

📷 Beto Ody, diretor da Gaby Produtora - organizadora da Festa Nacional do Pinhão. (Foto: Maurício Santos / Lages Diário)
O
Lages Diário conversou com o diretor da Gaby Produtora – organizadora da Festa Nacional do Pinhão, o empresário Beto Ody, para dar maiores detalhes sobre a realização deste ano da 29ª Festa Nacional do Pinhão. A conversa também tratou sobre o retrospecto desde 2014, ano em que a empresa assumiu a organização da festa através de uma Parceria Público-Privada com a prefeitura de Lages, e o que o público pode esperar desta e das edições até 2019, ano em que o atual contrato se encerra.

Beto Ody falou sobre a importância das redes sociais na divulgação das atrações neste ano, onde repercutiu e atingiu mais de 6 milhões de pessoas.

A programação não podia ficar de fora, e o empresário respondeu sobre as noites de shows serem ecléticas, com vários gêneros musicais em uma mesma noite. “Ninguém é uma ilha, eu gosto só da Anitta. Eu gosto só do Luan Santana. Gosto só do Victor e Léo. Numa a gente vai te acertar, para ti [o público] sair satisfeito, o público tem que sair com a sensação de que valeu o ingresso”, contou Ody.

A relação entre a Gaby e a nova administração municipal também foi tema da conversa. Beto Ody contou que ficou feliz em conhecer o prefeito Antonio Ceron (PSD) “uma pessoa séria, objetiva, princípios éticos bem delineados”, elogiou Ody. “Nós estamos trabalhando muito feliz, muito tranquilo e com apoio total da nova gestão municipal”, concluiu o diretor da Gaby.

Sobre a montagem da estrutura, Beto Ody informou que por volta do dia 10 de maio, deve começar a montagem da estrutura do evento e que neste contará com ampliação da área do Backstage, renomeado de “Backstage Brahma”, já que a cerveja da AmBev será a patrocinadora Master do evento.

Confira abaixo a entrevista na íntegra com Beto Ody

Lages Diário: Desde quando assumiu a organização da festa, o senhor sempre teve como uma das metas, tornar a Festa do Pinhão, a maior festa de Santa Catarina. Esta meta, o senhor acredita que já tenha alcançado?

Beto Ody: Não. A gente não alcançou ainda, porque é uma caminhada longa, tem uma grande festa [Oktoberfest de Blumenau] no Estado, com tradição também, que continua sendo a maior. Mas acho que nós estamos no caminho. A qualidade da festa está aumentando, e nós estamos indo passo a passo e quem sabe, não sei na nossa administração [o contrato vai até 2019]. Nós, neste primeiro momento queremos deixar um legado de crescimento, ou seja, que cada ano foi melhor do que o outro, e também deixar depois de 2019, quem assumir se não for a gente, uma responsabilidade de continuar fazendo esse trabalho, e se até 2019 a gente não conseguir, que os próximos ou nós mesmos consigamos torná-la na maior festa do Estado. Porque o povo de Lages merece isso.

LD: A estratégia adotada pela organização nesta edição foi a de divulgar as atrações uma por uma e através das redes sociais. Como o senhor avalia este novo modo e qual a importância destas redes para o sucesso do evento?

Beto: A decisão de trabalhar as redes sociais com muita antecedência, divulgando artistas passo a passo, já é uma estratégia que a gente usava em outros eventos grandes que a gente faz e com muito sucesso, então não tinha o porquê de não dar muito sucesso por aqui, especialmente porque o povo de Lages, da região, é muito antenado em redes sociais. Nós já atingimos seis milhões de pessoas com esse trabalho. Uns dizendo não gosto, outros dizendo gosto, outros dizendo amo, opinando, brigando, um defendendo e cada vez esse povo vai aumentando. O Facebook da Festa tem mais de 130 mil pessoas, começamos do zero. Fizemos um novo site, moderno. Eu penso que a estratégia deu muito certo, estive em Balneário Camboriú, Florianópolis, no interior do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, e todo o lugar se fala na Festa do Pinhão. Foi uma estratégia adequada e acho que foi de grande sucesso.

LD: A Festa Nacional do Pinhão está divulgando as suas atrações, são mais de 25, sem contar o Moha Festival, os 25 anos de Sapecada, entre outras. Já foi fechada a conta ou ainda o público pode esperar muitas surpresas até o início do evento, lá em junho?

Beto: Não têm mais dias disponíveis, senão os shows da festa teriam que começar muito cedo e terminar de madrugada. Tem até alguns dias em que nós exageramos, com quatro atrações, mas é assim que tu faz uma festa grande. Nós [Gaby] queremos que o público saia do parque falando. “Meu Deus, que festa grande”, essa é a maneira de nós tornarmos maior a festa, é se cada um que voltar pra casa, pra sua cidade, e falar “nossa eu estive lá e a festa é fantástica”, que quem ouvir, vai falar para o outro, que vai falar pro outro e aos poucos, nós vamos conseguir o nosso objetivo que é de chegar a ser a maior festa.

LD: A organização colocou atrações de ritmos diferentes em uma mesma noite, um exemplo disso é o sábado (18) onde se apresentam: Luan Santana, Victor e Leo, Breno e Caio Cesar, no sertanejo e romântico, e Anitta, com funk, além do Moha Festival com a música eletrônica, fora as atrações nativistas. Como o senhor avalia essa mistura de ritmos e gostos musicais?

Beto: Ninguém é uma ilha. “Ah eu gosto só da Anitta.” “Eu gosto só do Luan Santana.” “Gosto só do Victor e Leo”. O que a gente tenta, um exemplo “eu não gosto muito do Victor e Léo, mas gosto muito do Luan Santana e também gosto da Anitta, também gosto do Breno e Caio César”, então de alguma forma nós vamos te acertar, a não ser, “eu sou rockeiro, dark, punk”, daí não vamos te acertar. Mas a gente sempre tenta contentar a todos, pra ti [o público] sair satisfeito. Tu tem que sair de lá [festa] satisfeito, “bah, achei legal. Não gostei muito daquele, mas gostei daquele outro lá”, mas tu sai, valeu teu ingresso. Aí as pessoas falam, mas R$ 85 reais o ingresso por noite? Mas divide por quatro shows pra ver quanto que dá isso.

LD: Desde 2014, quando a Gaby assumiu a festa, o senhor havia demonstrado que queria trazer uma grande atração internacional ao evento, infelizmente o cenário econômico que o país ainda atravessa, ficou mais difícil. O senhor ainda tem esse desejo de trazer uma grande atração de renome internacional?

Beto: Temos sim. Realmente, teve um ano em que nós estávamos com uma atração em vista quando o dólar estava favorável, mas foi um ano que teve umas controvérsias que nós [Gaby] passamos. A gente decidiu de não fazer a festa, depois voltamos atrás, não poderíamos deixar um negócio interminado. Mas é óbvio que nós temos a intenção e no momento adequado, pode ter certeza que nós iremos tornar na Festa Internacional do Pinhão.

LD: Esse é o primeiro ano da festa com a Parceria Pública Privada com novos gestores no poder municipal. Como o senhor avalia a relação, até o momento, entre a Gaby e a Prefeitura de Lages sob administração de Antonio Ceron?

Beto: A administração nos recebeu de braços abertos, eu fiquei muito feliz em conhecer o prefeito Ceron, uma pessoa séria, objetiva, princípios éticos bem delineados. É muito fácil quando tu encontras gente séria, o Arruda, o Giba [Gilberto Ronconi], que tão tocando, já fizeram a festa antes. Eles [Arruda e Giba], crítica vindo deles, a gente tem que aceitar. Porque eles sabem fazer a festa, então ficou uma relação muito fácil, porque algumas pessoas acham que “vai ali e faz a festa”, que é muito fácil. Na verdade não é muito difícil pra quem conhece, mas também não é tão fácil pra quem desconhece. Foi nos dado toda a liberdade, nós estamos trabalhando muito feliz, muito tranquilos, e com apoio total da nova gestão municipal.

LD: A Festa Nacional do Pinhão neste ano contará com uma parceria na área de transportes. A Viação Ouro Prata, do Rio Grande do Sul, que estará realizando o transporte com saída de várias cidades com destino Lages. Poderia nos dar maiores detalhes sobre essa parceria, como ela irá funcionar?

Beto: Quando for comprar ingresso pelo site, vai perguntar se você quer transporte. Nós buscamos uma empresa mega tradicional do Rio Grande do Sul, que é nosso parceiro nos eventos lá, e trouxemos ela pra cá, porque eles compraram algumas linhas da Reunidas antes. Estes ônibus tem Wi-Fi, toalete, ônibus semileito e leito, motoristas profissionais. São carros novos que dão segurança e conforto pra quem vem de Joaçaba, Chapecó, Florianópolis, entre outras, e que não quer vir de carro. Eu acho que no primeiro momento, até o povo entender como é que funciona, vai ser bom e vai ser excelente nos próximos anos. Nós queremos dar oportunidade pra quem seja do interior vir pra festa, onde às vezes acaba bebendo e sai dirigindo, acaba sofrendo um acidente, tem problemas, e acho que isso irá evitar bastante. Lamentavelmente, nós queríamos que o turista viesse e dormisse aqui, ficasse na cidade, mas a festa é maior que a capacidade hoteleira de Lages. Então a gente está propondo isso pra que seja uma maneira de trazer mais gente, mais turistas pra festa.

LD: Por falar em parceria, 2017, será o ano do retorno da AmBev como patrocinadora da Festa Nacional do Pinhão. Como o senhor avalia a volta de uma das maiores fabricantes de bebidas do país e, especialmente por ser uma empresa que tem uma filial em Lages?

Beto: Nós estamos muito felizes com a parceria e feliz pelo reconhecimento. A AmBev teve que sair da festa, pra ver que a festa é muito importante pra cidade, para o estado e para a própria AmBev, que tem uma grande fábrica em Lages. Estou muito contente que a gente conseguiu acertar em bons termos o patrocínio de alguns anos pra frente, e espero que eles também tenham muito retorno, a partir de agora. Sem dúvida a AmBev é a maior empresa de bebidas do país, assim como a Havan, uma das maiores redes de lojas do país, o Bradesco, o maior banco do país, e a Dakota, maior fabricante de calçados femininos do país. Que a gente esteja rodeado de vencedores, isso fará a festa vencedora.

LD: Sobre a estrutura no Parque Conta Dinheiro. Quando iniciam a montagem das tendas, palco, e outras estruturas para a festa? Há alguma novidade em relação ao palco e aos demais espaços, como o Backstage, Camarotes, Área VIP?

Beto: Deve começar [a montagem] pelo dia 10 de maio em diante, mas com certeza, quem faz a estrutura neste ano é a mesma de anos anteriores, vai estar pronto a tempo e os lageanos podem ficar tranquilos. O Backstage Brahma será ampliado em relação ao ano passado, as entradas do parque serão divididas numa forma mais inteligente este ano no que foi a do ano passado e de resto permanece, o local da Sapecada, o Shoppinhão, não tem grandes modificações.

LD: Pra encerrar, do retrospecto de 2014 até agora 2017. Como o senhor avalia o crescimento da Festa Nacional do Pinhão?

Beto: Eu analiso o crescimento, não só por número de ingressos vendidos, eu analiso o crescimento pela qualidade da festa, que melhorou. E as pessoas, o nível de público sadio, não existem mais brigas lá dentro. Pessoas embriagadas sempre vai ter, um ou outro, mas não de forma generalizada. Estamos tornando a festa de mais respeito, temos muito apoio da Polícia Militar, muito apoio do Corpo de Bombeiros, então é uma festa que eu diria muito profissional, e tudo aquilo que tu faz de uma maneira muito profissional, tu vai obtendo frutos aos poucos e eu espero esse ano, tenho certeza que esse ano será melhor que em anos anteriores e que o povo vai ver uma festa ainda mais bonita que em anos anteriores, porque Lages merece”.

A Festa do Pinhão

Com mais de 26 shows nacionais confirmados, a Festa Nacional do Pinhão de 2017 promete ser a maior de todos os tempos. Os dias com maior vendas de ingressos, segundo Beto Ody, é a quarta-feira (14), véspera de feriado, a sexta-feira (16), o sábado (17) e o domingo (18). São diversas atrações confirmadas, entre elas, as duplas Maiara e Maraisa, Henrique e Juliano, Thaeme e Thiago, Bruno e Marrone, Zé Neto e Cristiano, Fernando e Sorocaba, Cabaré (Leonardo e Eduardo Costa), além do funk e pop das cantoras Anitta e Ludmilla, e ainda Luan Santana, O Rappa, Armandinho, Gusttavo Lima, Dennis DJ, Marília Mendonça, e muito mais.

Os ingressos já estão à venda no site www.blueticket.com.br e nas lojas Moda Ativa e Honolulu em Lages. Os lageanos terão a opção de comprar ingressos com 30% de desconto, os funcionários da prefeitura de Lages, terão o mesmo benefício, as vendas para o “Ingresso Cidadão” dedicado a este público começa a ser vendido nesta quarta-feira (5) e seguem até o dia 25 de abril, na Câmara dos Dirigentes Lojistas.

A 29ª Festa Nacional do Pinhão ocorre entre os dias 9 e 18 de junho, no Parque Conta Dinheiro e tem realização de Gaby Produtora em parceria com a GDO Produções e apoio da Fundação Cultural de Lages (FCL) e Prefeitura de Lages. Patrocínio de Brahma, Havan, Dakota e Bradesco.