Greve Geral: veja como será as ações nesta sexta-feira em Lages

Serão realizadas ações durante o dia, algumas áreas optaram por paralisação de uma ou duas horas, outras não trabalharão o dia inteiro.

Por LAGES DIÁRIO,
em Lages/SC

📷 Divulgação / Frente Brasil Popular

A
greve geral que está sendo divulgada Brasil afora, também deve ter ações sendo realizadas em Lages, na Serra Catarinense, nesta sexta-feira (28). As ações são principalmente contra as reformas trabalhistas e previdenciárias que estão tramitando na Câmara e no Senado e foram propostas pelo Governo de Michel Temer (PMDB), mas haverá atos isolados também contra a situação da saúde em todo o país. Servidores da saúde e da educação devem aderir aos manifestos, mas não paralisar totalmente que prejudique o atendimento às pessoas.


A organização da Frente Brasil Popular espera reunir cerca de 200 trabalhadores no município nos atos que terão no fim do dia, uma concentração final no calçadão da Praça João Costa, no Centro. Mas em outros pontos da cidade estão previstas ações, como no Hospital e Maternidade Tereza Ramos (HTR), onde profissionais da área da saúde estarão mobilizados para protestar contra as reformas, mas também contra a situação precária da saúde em todo o país.

Escolas e Universidades

Alguns profissionais ligados ao Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sinte-SC) também irão realizar atos contra as reformas e devem aderir à greve, mas não de forma generalizada.

Nas universidades, apenas a CAV Udesc deve aderir a paralisação. Uniplac, Unifacvest e Uniasselvi devem ter aulas normais nesta sexta-feira (28).

Órgãos municipais e estaduais

Por meio de nota, o prefeito Antonio Ceron ressaltou “preocupação, diante da possibilidade de que haja prejuízo aos serviços prestados pelo Município, os quais, não podem sofrer descontinuidade” e garantiu que o atendimento à população será normal em todos os setores.


No Governo do Estado, a situação não deve ser diferente. Sendo que alguns funcionários deverão aderir à greve geral, mas todos os setores estarão trabalhando normalmente nesta sexta-feira (28). Segundo as secretarias de Educação e a da Saúde do Estado, informaram que os serviços que envolvem ambas as pastas seguem normalmente, mesmo que na educação, alguns profissionais tenham se manifestado que irão aderir à paralisação.