Assinada Ordem de Serviço para a construção das passarelas em Lages

Assinatura ocorreu na noite de ontem, segunda-feira (17) na sede do DNIT em Lages.

Por SILVIANE MANRICH da ASSESSORIA DA
DEPUTADA CARMEN ZANOTTO,
em Lages/SC

📷 Zé Rabelo / Divulgação
D
epois de mais de dois anos de luta para a construção das passarelas da BR 282 no perímetro urbano de Lages, a deputada federal Carmen Zanotto comemora a assinatura da ordem de serviço para o projeto e construção das passarelas. A cerimônia aconteceu ontem, na sede do DNIT em Lages e contou com a presença de representantes do Ministério de Transportes, do DNIT Nacional e também de lideranças políticas e comunitárias de todo a região.


No total serão construídas cinco passarelas ao longo da rodovia. Uma delas no distrito de Índios (km 206,5), Bairro bates (Km 216,0), Rua Campos Salles (km 217,4), Bairro Frei Rogério/Passo Fundo (km 218,8) e Bairros São Francisco/São Paulo (km 220,9). O valor total da obra é de R$ 5,7 milhões e o prazo é de 360 para a conclusão das passarelas, depois do projeto finalizado.

Embora a empresa Zanco ganhadora da licitação tenha um prazo de até seis meses para finalizar o projeto, de acordo com o Superintende Regional do DNIT, Vissilar Pretto, em 30 dias o primeiro projeto deverá ser concluído. “A empresa já sinalizou que a projeto e a obra deverão ser concluídos antes do prazo”, ressalta.

Para a deputada Carmen Zanotto, que esteve por diversas vezes no DNIT em Brasília cobrando uma solução para a construção das passarelas, essa foi uma vitória de todas as lideranças de Lages e comunidade. “Fomos incansáveis até conseguirmos que o processo de licitação acontece e agora a assinatura da ordem de serviço. Continuarei cobrando do DNIT para que o cronograma seja respeitado e para que em breve possamos dar mais segurança a toda população que utilizada a rodovia”, destaca a parlamentar.

Estudo de Terceira faixa

Durante o evento, Vissilar Pretto apresentou um estudo que foi realizado pelo DNIT para os serviços de terraplanagem, pavimentação, transporte de material betuminoso, drenagem e sinalização para a construção de terceira faixa na BR-282 entre Lages e Palhoça. As estimativas de custo são de R$ 1,5 milhão por km de implantação de terceira faixa, um total de R$ 30,5 milhões para implantação nos segmentos críticos, onde há maior incidência de acidentes.  O custo para soluções básicas para os aterros críticos também foi orçado em R$ 41,5 milhões. 

Sobre a retirada das árvores ao longo da rodovia Vissilar afirmou que inventário florestal deve iniciar em 15 dias, pois já foi realizada a licitação.

Estudo de Concessão

Segundo o Diretor do Departamento de Concessões do Ministério dos Transportes, Fábio Luiz Lima de Freitas, está sendo realizado o estudo de concessões nas rodovias federais de Santa Catarina, para ele a logística de escoamento da produção do Estado será beneficiada com a concessão. “Queremos apresentar para a sociedade o projeto que melhor representa a sua vontade”, salienta.

A deputada Carmen lembrou que este é apenas um estudo e para que a concessão seja realmente realizada será feito muitos debates e audiência pública.

Ainda participaram do evento o diretor executivo do DNIT, Halpher Luiggi, o deputado federal Jorguinho Mello, o prefeito de Lages Antonio Ceron, o presidente da Acil, Sadi Montemezzo, a presidente da Câmara de Vereadores de Lages, Aida Hoffer, os prefeitos da região da Amures e os presidentes das Associações de Moradores de alguns bairros de Lages.


PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia

Economia e Política

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?