Tubarão não toma conhecimento e goleia Inter de Lages: 6 a 0

Equipe lageana joga mal, leva perigo apenas uma vez e só não perdeu de mais, porque equipe do Sul do Estado perdeu inúmeras chances e teve um gol anulado.

Por MAURÍCIO SANTOS do LAGES DIÁRIO,
em Lages/SC

📷 Assessoria de Comunicação / C.A. Tubarão

O
Inter de Lages viajou até o sul do Estado para dois jogos contra equipes da região, no último domingo (26) jogou em Criciúma contra o Tigre e acabou perdendo por 1 a 0, e nesta quarta-feira (29) jogou contra o Tubarão e acabou sendo goleado por 6 a 0. Com o revés, o Inter de Lages ainda por cima viu a zona do rebaixamento se aproximar e o adversário ainda passa-lo na classificação geral do Campeonato Catarinense 2017.

Na próxima rodada, o Inter de Lages ainda tenta se manter na Série A do estadual e para isso só a vitória interessa contra um adversário direto, o Metropolitano, no próximo domingo às 16h no Tio Vida. O Tubarão viaja e joga no mesmo horário contra o Joinville.  


O jogo

O Inter de Lages vinha de uma derrota para o Criciúma, resultado que já não era tão agradável para quem busca se garantir na elite do Estadual, para isso, vinha para Tubarão com a missão de ganhar e garantir três pontos contra um adversário direto na briga pela permanência. Mas não foi isso que ocorreu, o Tubarão veio pra cima do Leão Baio e não demorou muito para chegar ao gol. Rafael Ratão aos 7, que recebeu lançamento de Daniel Costa, fingiu que ia cruzar e bateu cruzado para abrir o placar. O segundo viria logo em seguida aos 10 minutos com Rentería que em noite inspirada ainda iria marcar mais dois gols, ou melhor, três, mas a arbitragem iria anular um dos tentos do colombiano.

O Tubarão engolia o Inter de Lages que não demonstrava reação, e a equipe da casa continuava pressionando e se aproximava cada vez mais do terceiro gol, o que aconteceria aos 36 minutos com Rentería novamente, marcando o segundo dele, e o terceiro do Tubarão. O Inter de Lages terminou a primeira etapa sem finalizar uma bola sequer que levasse perigo ao gol do Tubarão.

Segunda etapa, e o Inter seguia irreconhecível!

A etapa final da partida começou e com alteração, o técnico Joel Cornelli colocou Luizinho no lugar de Parrudo que já tinha cartão amarelo. Tirou um meia e colocou um atacante e a princípio mostrou diferença, aos 3 minutos, Luizinho de cabeça levou perigo ao gol do Tubarão, ou seja, a primeira e única chance de perigo do Inter. Marcos Paraná teve chance em cobrança de falta aos 11 minutos, mas mandou longe do gol.

O Tubarão então resolveu responder e já havia criado algumas chances, chegou ao gol aos 16 minutos com o colombiano Rentería que marcaria o seu terceiro gol, o quarto do time do Sul do Estado. O Inter seguiu desequilibrado e isso ocorreu piorou com a expulsão do meio-campo Marcos Paraná por segundo cartão amarelo na partida. Se com igualdade em jogadores, já estava difícil, com um a menos se tornou impossível segurar o ímpeto do Tubarão. Rentería ainda marcaria o seu quarto gol aos 25 minutos, mas o gol foi anulado por impedimento. Não demorou muito, e logo aos 28 minutos, Rafael Ratão marcou o segundo gol dele, e o quinto do Tubarão, e esse foi validado.

A equipe da casa seguia atacando e levando grande perigo, mas pecava na finalização. Mas aos 35 minutos, o Tubarão fechou a conta com Paulinho que havia entrado cinco minutos antes e fechou o placar 6 a 0.


Com o resultado péssimo, a situação do Inter de Lages fica complicada, terminou o jogo na penúltima colocação do returno com apenas 4 pontos e na classificação geral ficou na 8 posição, uma acima da zona do rebaixamento e a apenas dois pontos do Metropolitano que é o próximo confronto da equipe. A obrigação é vencer ou vencer.  

Ficha Técnica
Tubarão 6x0 Inter de Lages
Luiz Carlos
Neto Volpi
Marcos Vinícius
Marcelinho
Lucas Costa
Léo Kanu
Gerson
Victor
Weriton
James
Liel
Parrudo (Luizinho)
Ricardo Conceição
Luan (Mateus Arence)
Paulo Vinícius (Paulinho)
Enercino
Daniel Costa (Lucas Crispim)
Marcos Paraná – Expulso
Rentería
Paulo Victor
Rafael Ratão
Jullyan
Técnico: Waguinho Dias
Técnico: Joel Cornelli