Carnaval 2017

Vila Isabel mostra como a música negra ensinou a América a balançar
Escola foi a quarta a desfilar  no sambódromo da Marquês de Sapucaí.

Por UOL,
no Rio de Janeiro/RJ

📷 Reprodução / TV Globo 

Q
uarta escola a desfilar no Rio, A Vila Isabel sambou na madruga desta segunda (27) exaltando a influência da cultura negra na música produzida nas Américas.


Para isso, a escola viajou pelas três partes do continente para mostrar como a chegada dos escravos africanos deixou marcas profundas nas manifestações culturais do continente.

O blues, o jazz, o reggae, o rock, o samba, p pop, entre outros ritmos, foram representados em diversas alas e alegorias. Muito ecletismo no enredo "O Som da Cor", assinado pelo carnavalesco Alex de Souza.

O cantor Martinho da Vila, sentado no trono do carro dedicado à Kizomba, lembrou o primeiro título da escola, em 1988. A figura Michael Jackson também apareceu em outras alegorias, enquanto integrantes da bateria batucavam sob trajes cobertos de luzes LED.

Um pequeno susto apenas na passagem do carro abre-alas na dispersão, que "entalou" e precisou ser rapidamente desmembrado para passar pelo local, o que não chegou a prejudicar o desfile.


PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?

Organizador do Bike Serra morre em acidente em Lages