Esportes

 TRAGÉDIA COM O VOO DA CHAPECOENSE 
Sob chuva, corpos de vítimas chegam à Arena Condá: “O campeão voltou”
Torcedores, familiares e amigos começam a se despedir de jogadores, membros da comissão técnica, dirigentes e jornalistas, vítimas de tragédia com avião da Chape.

Membros das Forças Armadas carregam os caixões das vítimas do acidente (Foto: AFP)


Por
GLOBOESPORTE.COM*
em Lages/SC
Quando o primeiro caminhão passou pelo apertado portão da Arena Condá, por volta de 12h28, o choro se refez em um grito. Lá dentro, apesar da forte chuva que castigava Chapecó desde cedo, os torcedores, firmes, buscaram força: "O campeão voltou". Os heróis voltaram. Em clima de comoção, familiares, amigos e toda uma cidade começaram a se despedir de jogadores da Chapecoense, membros da comissão técnica, dirigentes e jornalistas, vítimas do acidente que deixou 71 mortos na madrugada da última terça-feira.


A primeira aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) que transportava os corpos das vítimas do acidente aéreo envolvendo a delegação da Chapecoense chegou a Chapecó na manhã deste sábado, por volta das 09h28. A segunda aterrissou às 09h44m. Depois de uma cerimônia protocolar com membros das Forças Armadas e com o presidente Michel Temer, seguiram para a Arena Condá em caminhões com as laterais abertas, para que o público pudesse se despedir.

Torcedora não se contém e chora na Arena Condá (Foto: Buda Mendes/Getty Images)

Percurso percorrido entre o aeroporto e a Arena Condá  (Foto: Reprodução)

Durante todo o cortejo, mesmo sob chuva, torcedores ocuparam as ruas de Chapecó à espera da passagem dos caminhões. Na chegada à Arena Condá, comoção. Muitos torcedores choravam quando os caixões entraram pelos portões do estádio. Os campeões haviam voltado. Um a um, levados por membros das Forças Armadas, os caixões foram seguiram para debaixo das tendas montadas no gramado.

A chuva, por outro lado, não dava tréguas. Nas arquibancadas, torcedores choravam. Ao lado dos caixões, familiares se abraçavam e tentavam se manter firmes para a despedida daqueles que se foram cedo demais. Sob as tendas, cerca de duas mil pessoas se uniam para darem adeus.

"Nas alegrias e nas horas mais difíceis, meu furacão tu és sempre um vencedor!", dizia uma faixa pendurada nas tendas. Quando familiares do atacante Thiaguinho foram ao gramado, torcedores aplaudiram e gritaram o nome de um de seus heróis. O mesmo se repetia com outros parentes de vítimas. Após o último caixão, na retirada dos militares que faziam o corredor para a passagem dos militares, a torcida explodiu mais uma vez, em aplausos de agradecimento.

Torcedor vestido com a bandeira da Chapecoense na Arena Condá (Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP)


*Amanda Kestelman, David Abramvezt, Diego Madruga, Felippe Costa e Janir Junior participaram da cobertura.

PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?

Organizador do Bike Serra morre em acidente em Lages