Esportes

 TRAGÉDIA NA COLÔMBIA 
Gabinete de gestão é instalado na Arena Condá para auxílio às pessoas e ao cerimonial
No estádio da Chapecoense será realizado o velório coletivo dos jogadores e comissão técnica que morreram no trágico acidente aéreo da última terça-feira (29).

Foto: Julio Cavalheiro / Secom-SC 


Por
FRANCIELI DALPIAZ, DA SECOM/SC
em Chapecó/SC
A Arena Condá, em Chapecó, no Oeste do Estado, palco de alegrias proporcionadas pelo time de futebol da Chapecoense se transformou numa espécie de grande QG de onde partem homenagens e as informações sobre o trajeto dos corpos das vítimas do acidente com o avião da delegação na Colômbia. No local, o Governo do Estado, montou um Centro de Comando, Gestão e Controle Integrado para atuar no auxílio às pessoas e na organização do cerimonial que será realizado durante o velório coletivo.


O gabinete de gestão tem a coordenação geral do coronel da Polícia Militar, Kern em parceria com a direção do Clube Chapecoense. Da parte do Governo do Estado, policiais e servidores têm a missão de organizar as ações em diversas áreas como Corpo de Bombeiros, serviços de Saúde, operações aéreas, segurança interna da Arena, Polícia Rodoviária Federal, apoio logístico, segurança e transporte de autoridades, entre outras.

O cerimonial com a presença de autoridades, familiares e imprensa e, inclusive, o cortejo que será realizado em Chapecó assim que os corpos cheguem ao aeroporto da cidade também está sendo conduzido pelo Governo do Estado, sob a coordenação do coronel PM Luiz Carlos.

“É um momento de comoção internacional e nossa presença aqui caracteriza uma ação de Governo no sentido de servir e proteger as pessoas que estão diretamente envolvidas com essa tragédia”, explicou o coronel Kern. Segundo ele estão mobilizados no trabalho do gabinete.

Comoção toma conta da Arena Condá

Foto: Julio Cavalheiro / Secom-SC 
Não para assistir a mais uma partida de futebol, a Arena Condá virou o ponto de concentração de torcedores que fazem vigília, colocam flores, velas e cartazes na entrada do estádio. O corredor, por onde o time passava para entrar em campo foi dividido em salas onde profissionais de saúde prestam atendimento e apoio psicológico aos parentes das vítimas.

Por todos os cantos da Arena há pessoas com lágrimas nos olhos e abraços demorados como demonstrações de solidariedade e consolo. A comoção toma conta de jovens, adultos e crianças que ainda não querem acreditar que estão ali não mais para comemorar com o time que vinha fazendo história no futebol de Santa Catarina.

Imprensa do mundo todo em Chapecó

Foto: Julio Cavalheiro / Secom-SC
A Arena Condá também tem sido o local de trabalho de centenas de profissionais da imprensa que atualizam durante as 24 horas do dia as informações sobre os atos realizados em Chapecó em homenagem às vítimas do acidente com o avião da Chapecoense.

Sobre o campo, é possível observar repórteres de todo o mundo, que transmitem, muitas vezes, ao vivo, as informações direto de Chapecó, para sites, telejornais, rádios e outros veículos de comunicação da imprensa nacional e internacional.

PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?

Organizador do Bike Serra morre em acidente em Lages