Geral

 Reflexão e Fé 
Mesmo com chuva, feriado de Finados segue movimentado nos cemitérios de Lages
Chuva não foi suficiente para atrapalhar a fé e a vontade dos familiares em visitar os túmulos dos entes queridos nos cemitérios de Lages.

Por Maurício Santos, em Lages
(mauriciosantos.lagesdiario@hotmail.com)

Cemitério Nossa Senhora da Penha é o maior de Lages com mais de 70 mil pessoas sepultadas. (Foto: Maurício Santos / Lages Diário)
O movimento foi intenso durante boa parte da manhã desta quarta-feira (2), feriado de Dia de Finados, nos três principais cemitérios de Lages, sendo dois sob a administração municipal e um particular. Nem mesmo a chuva que caiu durante alguns momentos foi o suficiente para afastar as pessoas que carregavam flores e velas aos entes queridos sepultados.

O dia de Finados independentemente da religião, é cheia de simbolismo, especialmente para os católicos. Várias foram às pessoas que após visitar os túmulos dos familiares e amigos se deslocaram para o centro dos cemitérios Cruz das Almas, na zona sul, e Nossa Senhora da Penha, este o maior da cidade, na zona leste, para acompanhar as celebrações litúrgicas sobre o data.

O movimento deve aumentar ainda durante a tarde, já que a previsão indica que o tempo deve começar apresentar melhora entre tarde e noite. Os cemitérios em Lages ficam abertos até às 19h. 



Cruz das Almas

Jazigo dos Irmãos Canozzi, no Cruz das Almas, é um dos mais visitados em Lages. (Foto: Maurício Santos / Lages Diário)
No cemitério municipal Cruz das Almas, o movimento foi intenso desdeas primeiras horas da manhã. Os portões abriram às 7h e uma missa foi celebrada no centro do cemitério por volta das 09h.

Um dos túmulos mais visitados no cemitério é o dos irmãos Canozzi – que na verdade nem irmãos eram, Ernesto Canozzi e Olintho Pinto Centeno. Placas de agradecimentos por graças alcançadas são fáceis de serem vistas sobre o jazigo dos “irmãos” mortos em um crime no início do século XX e que até hoje nunca foi muito bem esclarecido.

Túmulo da Cigana Sebinca Christo também é muito visitado no
cemitério Cruz das Almas. (Foto: Maurício Santos / Lages Diário)
Pouco mais ao lado, outro túmulo muito visitado é o da cigana Sebinca Christo (1886 – 1965) que também tem relatos de graças alcançadas com a ajuda da cigana, ela morreu após um derrame cerebral, segundo atestado de óbito.  

No mesmo cemitério está sepultado o corpo do Frei Silvério Webber (1945 – 2000), o franciscano que era pároco da Igreja do Navio, no bairro Vila Nova, também na zona sul da cidade e que atualmente dá seu nome ao complexo religioso do Morro da Cruz, no bairro Morro Grande, também na mesma região também é muito visitado por fiéis devotos e que devotam à ele as graças alcançadas.

Nossa Senhora da Penha

Mesmo com chuva, muitos foram pela manhã aos cemitérios de Lages. (Foto: Maurício Santos / Lages Diário)
No maior cemitério de Lages, mais de 20 mil sepulturas existem atualmente no Nossa Senhora da Penha, no bairro Penha, na zona leste de Lages, várias pessoas compareceram durante a manhã no local para preservar a memória e rezar pelos entes queridos que já morreram.

Pelo terceiro ano consecutivo, a prefeitura através da Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou o serviço de transporte para pessoas com dificuldade de locomoção, deficientes físicos e visuais, e idosos para conseguir chegar até a parte alta do cemitério.

Parque da Saudade

No cemitério particular Parque da Saudade, na zona oeste de Lages, a manhã também foi movimentada. (Foto: Maurício Santos / Lages Diário)
No cemitério particular em Lages, o Parque da Saudade também teve a manhã com muitos familiares visitando seus parentes e amigos. No local está enterrado o corpo do ex-prefeito Renato Nunes de Oliveira, o Renatinho que recebeu muitas homenagens.

Comércio ambulante



Com regulação do município, vários foram os comerciantes ambulantes que se instalaram do lado de fora dos cemitérios e em seus estacionamentos para comercializar flores, velas e outros arranjos para enfeitar os túmulos dos entes queridos. 

Ambulantes aproveitaram o feriado para vender velas e flores. (Foto: Maurício Santos / Lages Diário)

Acompanhe Lages Diário nas redes sociais. Curta no Facebooksiga no TwitterInstagramPinterest e Google+ e Adicione-nos no WhatsApp (49) 9923-9178.

PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Organizador do Bike Serra morre em acidente em Lages

Um morre e outro fica ferido em acidente entre carro e ônibus em Lages

Bombeiros auxiliam jovem que deu a luz em casa no bairro Guarujá