Esportes

 TRAGÉDIA NA COLÔMBIA 
Identificação de corpos avança, e familiares não devem ir à Colômbia
Walter Feldman, secretário da CBF, diz que aviões da FAB estão em Manaus aguardando autorização para buscar vítimas. Velório coletivo será feito em Chapecó.

Torcedores foram para a Arena Condá para prestar solidariedade aos familiares das vítimas (Foto: Agência AFP)



Por
AMANDA KELSTEMAN E DIEGO MADRUGA
em ChapecóSC
Os familiares das vítimas da queda do avião da Chapecoense pediram permissão para identificar os corpos de seus parentes no Brasil. Não foram atendidos pelas autoridades colombianas. Receberam a informação de que teriam de ir a Medellín, local da queda da aeronave na madrugada desta terça-feira. Alguns deles chegaram a rumar ao aeroporto de Chapecó, aguardando por orientações. Depois de idas e vindas, a última posição é a de aguardar. A identificação dos mortos avança no país vizinho e eles devem ser trazidos ao Brasil em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB).


A CBF disponibilizou um avião para levar os familiares à Colômbia. A aeronave chegou à cidade catarinense na tarde desta terça. Enquanto alguns familiares iam ao Serafin Enoss Bertaso, o secretário-geral da CBF, Walder Feldman, atualizou a situação:

- Deverá ser um trabalho rápido tendo em vista que todos os passaportes foram identificados e não houve explosão. Então, a identificação é mais fácil. A expectativa é de que o trabalho seja concluído em tempo razoável. Há aviões da FAB esperando em Manaus esperando para poder trazer os corpos a Chapecó para realizar um velório coletivo. A informação do governo da Colômbia é que tudo está sendo feito rápido. Diria às famílias que o deslocamento delas não será necessário. O que facilita em termos de logística e também em desconforto. Poderão aguardar aqui. 

Os parentes haviam feito o pedido de identificar os corpos no Brasil. Para isto, iriam a São Paulo. Houve, porém, uma recusa inicial de autoridades Colômbia. Após negociação, eles solicitaram um perito brasileiro para ajudar na identificação das vítimas. Há ainda uma equipe de médicos e advogados, da CBF e da Chapecoense, também no país vizinho. A partir disto, os corpos devem ser trazidos ao Brasil. Os aviões da FAB aguardam autorização em Manaus para fazê-lo.

- Nossos médicos e advogados foram a São Paulo, para depois ir para a Colômbia. Para montar um QG. É difícil a liberação dos corpos - explicou o vice-presidente da Chapecoense e agora presidente em exercício do clube, Ivan Tozzo.   

Os parentes dos sobreviventes, casos de Alan Ruschel, Jackson Follmann e Neto, também irão para a Colômbia. Eles pretendem acompanhar a recuperação em Medellín. 

- Ele era fiel às notícias, ele nunca fantasiou nada. Eu não me sinto bem. O que me resta é trazer o corpo do meu filho. Segundo o que nos passaram, tem um voo que vai para a Colômbia pois não vão liberar os corpos sem o reconhecimento de um familiar - contou Luiz Carlos Agnolin, 
pai de Renan Agnolin, um dos jornalistas mortos na tragédia.

- Ele me falou "até a volta", mas isso não vai acontecer. Nem dele e nem os demais vão voltar para seus familiares - disse Eliana, esposa do chefe de segurança da Chape, Adriano, outra vítima.


A delegação da Chape saiu de Guarulhos para Bolívia em voo comercial com 72 passageiros e nove tripulantes. Após escala técnica, deixou Santa Cruz de La Sierra em direção a Medellín em voo fretado da companhia aérea venezuelana LaMia. Quando sobrevoava a região de Antióquia, perdeu contato com o aeroporto, que confirmou o acidente. A causa teria sido uma pane elétrica. Ainda de acordo com a imprensa local, o piloto teria liberado combustível para evitar explosão após o pouso forçado.

O local da queda do avião é de difícil acesso. Além disso, o mau tempo na região metropolitana de Medellín, além da baixa temperatura - 5º C durante a madrugada, atrapalhou ainda mais o resgate. De acordo com informações fornecidas pelo aeroporto José Maria Córdova, a aeronave perdeu contato com a torre de controle às 21h33 locais (0h33 de Brasília) e caiu às 22h15 (01h15 de Brasília).

PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?

Organizador do Bike Serra morre em acidente em Lages