Esportes

 TRAGÉDIA NA COLÔMBIA 
Governo de SC auxilia na identificação das vítimas do voo da Chape
Acidente trágico vitimou 71 pessoas, entre elas atletas e comissão técnica da Chapecoense e profissionais da imprensa.



Por
RAFAEL VIEIRA ARAÚJO, DA SECOM/SC
Em Florianópolis/SC
O secretário executivo de Estado de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond Vieira, informa, de Medellín, na Colômbia, nesta quarta-feira, 30, que já estão bem adiantados os trabalhos de identificação das vítimas do acidente aéreo com a delegação da Chapecoense – time do Oeste catarinense que iria disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional de Medellín. No avião, também estava uma equipe de jornalistas brasileiros que iria cobrir a partida. O jogo seria nesta quarta-feira, 30, em Medellín. 

“Pelo fato da aeronave não ter incendiado, o trabalho dos médicos legistas foi muito facilitado. Todos os corpos e seus passaportes foram recuperados”, disse o secretário.


O Governo do Estado enviou, para a cidade colombiana, um técnico da Secretaria de Estado Segurança Pública. O médico legista Rui Fernando Garcia vai acompanhar a perícia nos corpos. Ele levou o prontuário de todas as vítimas do avião para ajudar as autoridades colombianas e os técnicos da Polícia Federal, que também estão na cidade.

A Embaixada do Brasil montou um escritório na cidade de Medellín para providenciar a expedição das certidões de óbito das vítimas. O próximo passo é a realização do embalsamento dos corpos e a emissão da autorização para o translado pelo governo da Colômbia para a cidade de Chapecó. Uma aeronave Hércules, da Força Aérea Brasileira está aguardando, no aeroporto da cidade de Manaus, a conclusão dos trabalhos de identificação em Medellín para realizar o transporte até o Brasil.

O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, determinou que seja organizada a recepção das vítimas em Chapecó com as honras do Estado de Santa Catarina. “Nós acreditamos que os trabalhos de identificação deverão ser concluídos ainda nesta quarta-feira, 30. Os procedimentos de emissão de certidões de óbito, embalsamento e a autorização de viagem vão ocorrer entre quinta e sexta-feira, 1º e 2 de dezembro. Há uma expectativa de que sexta ou, no máximo sábado, as vítimas possam ser transportadas para a cidade de Chapecó”, explicou o secretário.

Os trabalhos de identificação no IML colombiano estão funcionando 24 horas por dia. O governo colombiano solicitou prioridade na identificação das vítimas para que os corpos possam retornar, o mais rápido possível, para Chapecó e serem sepultados por suas famílias.

“É gigantesca a comoção do povo colombiano, especialmente aos moradores da cidade de Medellín em relação ao acidente com o time da Chapecoense. É muito grande a solidariedade do povo colombiano com o povo brasileiro, em especial com os catarinenses e com a cidade de Chapecó. Nos causa realmente muita emoção sentir como essa tragédia também tocou os nossos irmãos colombianos”, disse Carlos Adauto.

Está programada para esta quarta-feira, 30, às 18h, no Estádio Atanasio Girardot, casa do Atlético Nacional e da primeira partida da decisão da Copa Sul-Americana, em Medellín, uma grande homenagem às vítimas do acidente. Toda a população foi convocada para participar do evento vestidos de branco.


PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?

Organizador do Bike Serra morre em acidente em Lages