Saúde

 SOLIDARIEDADE 
Criança precisa de transfusão de sangue após picada de serpente

Isadora Boeira de Sá Melo, de 4 anos, está internada no HISB em Lages e precisa de doadores de qualquer tipo sanguíneo

Foto: Divulgação 


Por
em Lages/SC
Uma menina de apenas quatro anos precisa urgentemente de doadores de sangue de qualquer tipo sanguíneo para poder realizar uma transfusão para reposição de plaquetas após um tratamento iniciado no último domingo (20) quando ela foi picada por uma serpente venenosa – suspeita-se de que tenha sido uma jararaca – em um sítio em São José do Cerrito, na Serra Catarinense.

Isadora Boeira Sá Melo está internada recebendo os cuidados necessários no Hospital Infantil Seara do Bem (HISB), em Lages. Segundo familiares, Isadora estava brincando no terreno do sítio quando foi picada pelo réptil que foi morto pelo pai da própria criança que a resgatou e encaminhou ao hospital onde ela recebeu o soro adequado após identificação da espécie da cobra pela equipe médica. 


Moradores de todo o Estado poderão realizar doações, já que o cadastro de Isadora já está no sistema do Hemosc. Para doar é necessário informar o código PF 1668993 e o nome da paciente para direcionar o material coletado, no caso Isadora Boeira Sá Melo. 

Dicas para evitar acidentes com cobras peçonhentas

A picada de cobra acontece habitualmente em lugares distantes do ponto de socorro médico, por isso é necessário a realização dos primeiros socorros por uma pessoa leiga, que deve: 

- Lavar o local da picada apenas com água ou com água e sabão.
- Manter o paciente deitado e calmo, já que agitado, o sangue circula mais rápido, consequentemente o veneno também. 
- Manter o paciente hidratado, dando pequenos goles de água a ele.
- Procurar o serviço médico mais próximo, o mais rápido possível.
- Se possível, levar o animal para identificação.
- Retirar anéis, pulseiras, sapatos ou outros adereços apertados, porque logo ocorrerá o edema (inchaço). 

O que não deve ser feito?

- Não faça torniquete ou garrote.
- Não cortar o local da picada, nem perfurar ao redor do local da picada.
- Não colocar folhas, pó de café ou outros contaminantes na ferida.
- Não oferecer bebidas alcoólicas, querosene ou outros tóxicos à vítima. 

Como é o tratamento?

A única terapia efetiva é o soro antiofídico. O soro deve começar a ser aplicado, de preferência, na primeira meia hora depois do acidente. 

Existem vários tipos de soros antiofídicos, um para cada tipo de cobra, mas se a cobra causadora do acidente não puder ser identificada deve-se usar o soro polivalente. 

Os soros utilizados no meio da Medicina são os seguintes:

- Cobra desconhecida – soro antiofídico polivalente.
- Jararaca – soro antibotrópico
- Cascavel – soro anticrotálico
- Surucucu – soro anti-laquético

- Coral verdadeira – soro antielapídico. 

PREVISÃO DO TEMPO

CURTA O LD

SEGUIDORES

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia

Enquete: qual candidata você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2017?

Organizador do Bike Serra morre em acidente em Lages