Música

 UM PIANO PELA ESTRADA 



Por Assessoria do Município de Lages
(imprensa@prefeituralages.com.br)

Foto: Divulgação
O projeto Um Piano pela Estrada leva música, universal e brasileira, a uma população que dificilmente teria acesso a esse tipo de manifestação. Neste sábado (15), Lages recebe Arthur Moreira Lima para uma apresentação única e gratuita na praça João Ribeiro (praça da Catedral). O caminhão onde ocorre o espetáculo, que começa às 20h, ficará estacionado na rua Nereu Ramos, ao lado do Juliu’s Café. O evento tem o apoio da Fundação Cultural de Lages (FCL).

Nesta nova turnê, o pianista percorrerá 12 cidades catarinenses no projeto Música para Todos. O concerto tem cerca de uma hora e meia de duração. No repertório tem obras de Bach, Mozart, Chopin, Pixinguinha, Villa-Lobos, Luiz Gonzaga, entre outros compositores da música clássica e popular, brasileira e universal.

Na apresentação, o artista interage com o público falando sobre os compositores, suas inspirações, além de comentários sobre as obras do programa. “Essa é uma ótima oportunidade para conhecer e apreciar um espetáculo feito por uma das personalidades mais importantes da cultura brasileira”, diz o superintendente da FCL, Mauricio Neves de Jesus. 

O artista

Arthur Moreira Lima projetou-se internacionalmente no Concurso Chopin de Varsóvia. Laureou-se também nos Concursos de Leeds (Inglaterra) e Tchaikovsky (Moscou). Desde então, tem feito turnês em todos os continentes, lotando as principais salas de concertos do mundo.

A crítica mundial o considera extraordinário intérprete do grande repertório romântico e não tem poupado elogios à beleza da sua sonoridade e ao seu grande virtuosismo. A revista LaSuisse chamou Arthur Moreira Lima de “O Pelé do Piano”; a crítica norte-americana elegeu sua gravação dos Noturnos de Chopin como “o mais importante registro pianístico do ano”; e o famoso crítico londrino Dominic Gill, do Financial Times, escreveu:“Moreira Lima sabe tudo sobre o piano romântico, fazendo seu instrumento falar”.


Nascido no Rio de Janeiro, Arthur Moreira Lima começou a estudar piano aos 6 anos, e já aos 9 tocava um concerto de Mozart com a Orquestra Sinfônica Brasileira. Seus mestres foram Lúcia Branco (Rio de Janeiro), Marguerite Long (Paris) e Rudolf Kehrer (Conservatório Tchaikovsky de Moscou).

Acompanhe Lages Diário nas redes sociais. Curta no Facebooksiga no TwitterInstagramPinterest e Google+ e Adicione-nos no WhatsApp (49) 9923-9178.

Nenhum comentário